Na mídia

Flip anuncia que não vai mais homenagear Elizabeth Bishop

Escolha de poeta americana que viveu no Brasil foi criticada pela comunidade literária.

Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) anunciou por meio de uma nota do diretor artístico Mauro Munhoz no jornal O Globo que a poeta americana Elizabeth Bishop não será mais a homenageada do evento em 2020.

“Com a saída da curadora convidada, a homenagem a Elizabeth Bishop, parte do Programa Principal da Flip, é encerrada com o Ciclo da Autora Homenageada, realizado em parceria com o Sesc”, afirmou o diretor artístico.

Nesta semana, a jornalista Fernanda Diamant deixou a curadoria do evento após uma série de eventos digitais realizados em parceria com o Sesc durante o período em que o evento presencial originalmente aconteceria.

Diamant afirmou, ao comunicar sua saída da curadoria da Flip, que a festa precisa de “uma curadora negra para reinventá-la nesse mundo pós-pandemia”.

Bishop viveu por cerca de 15 anos no Brasil em vários períodos entre 1951 e 1971, mas sua escolha pelo evento foi criticada por não priorizar nomes mais ligados à literatura brasileira que completavam centenário em 2020, como João Cabral de Melo Neto, e também por declarações simpáticas ao golpe militar de 1964 dadas pela poeta à época.

Ainda não há informação sobre quem assumirá a curadoria da Flip e qual nome será o próximo objeto de homenagem por parte do evento.

Fonte: Estadão

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *