Na mídia

A morada de Rupi Kaur

Em sua terceira coletânea de poesias, Rupi Kaur traz o corpo como o templo sagrado e inspira os leitores a se aceitarem e terem confiança.

Rupi Kaur se sagrou como um dos maiores fenômenos da poesia mundial dos últimos anos. Um dos temas mais frequentes na sua obra é a importância que há em crescer e estar sempre em movimento. Em Meu corpo minha casa (Planeta, 192 pp, R$ 39,90 – Trad.: Ana Guadalupe) – sua terceira coletânea de poesias –, ela leva leitoras e leitores a uma jornada de reflexão através da intimidade e dos sentimentos mais fortes, visitando o passado, o presente e o potencial que existe em nós. Os poemas dessa coletânea, ilustrada pela autora, inspiram uma conversa interna em cada uma, em cada um, lembrando que precisamos nos preencher de amor, de aceitação e de confiança em nossas relações familiares e de comunidade. Dividida em quatro partes: mente, coração, repouso e despertar, a obra transita por dilemas e questões como a esperança em meio à angústia, a violência no amor, o equilíbrio diante das obrigações, a aceitação nos dilemas.

Fonte: PublishNews

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.